sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Chupeta e mamadeira desmamam (Confusão de bicos)

Já faz algum tempo que quero escrever sobre chupetas e mamadeiras.

Desde sempre sabia que chupeta não era algo legal e, a única coisa que sabia leigamente era que seu uso poderia causar problemas ortodônticos e, mais recentemente, que o bebê poderia desistir do peito principalmente por causa da mamadeira pois era mais fácil extrair leite da mamadeira do que da mama.
Chupeta e mamadeira NÃO, mamãe!!!
Retirado de: http://artededoular.blogspot.com/

Logo que começaram as cólicas da Marina, no quarto dia de vida, bateu aquele desespero em todos nós. ela chorava muito e pedia para mamar o tempo todo. Eu ficava esgotada e, procurando algumas coisas na Internet, li que quanto mais o bebê mamava, mais cólicas ele tinha. E aí, o que fazer? Chupeta na Marina. Vários amiguinhos dela eram adeptos, eu chupei, meu irmão chupou e tal...

Tentamos a primeira. Deu náuseas. A segunda também. E assim foi até a sexta chupeta. Diferentes tamanhos, formas, cores, desenhos, marcas, nacionais, importadas...

A cólica só parou quando sob orientação de uma pediatra consultora em amamentação que retirou todo o leite de vaca da minha dieta, inclusive os derivados.

As chupetas, desisti. Bom, se ela não quer, paciência. As cólicas diminuíram e passei a pensar que Marina não precisava mais dela. Mudei também meus pensamentos a respeito de "chupetar" e me doei inteiramente à Marina. Tudo na vida de um bebê são fases e eu já tinha aprendido que uma hora ia passar essa necessidade dela de sugar (dia e noite!).

Depois veio a história da mamadeira. Ah, eu já sabia que mamadeira eu não queria pelo motivo que já expliquei. No segundo mês da Marina tentamos o copo. Não foi. Colher? De jeito nenhum. Pesquisa, pesquisa... Achei o tal do Copo de Transição. Comprei. Como não saí nenhuma vez do lado da Marina, não tive que usar. Graças a Deus.

Hoje, estudando mais à respeito vi que este copo de transição é uma mamadeira disfarçada. A questão não é só a sucção diferente. As forças dos músculos da boca envolvidas na ordenha da mama são completamente diferentes das necessárias para sugar o bico. Assim como na chupeta.

Com o tempo, a musculatura vai ficando flácida e, sem força, o bebê passa a "chorar no peito", pois o leite não sai com o movimento aprendido na chupeta ou na mamadeira. Uma outra coisa que ocorre é que, a chupeta, por muitas horas seguidas, cansa o bebê e, quando é necessário fazer o movimento e a força para mamar, ele está demasiadamente cansado para tal e desiste de sugar o peito.

Neste tempo, estudando e observando os amiguinhos da Marina que faziam uso de qualquer bico vi que, no final das contas, Marina foi a única criança a conseguir mamar exclusivamente no peito até os seis meses com qualidade (ganhando peso normalmente e sem chorar na hora de mamar ou para pedir para mamar). E nem mais pede para ficar no peito o dia todo.

Me senti até culpada com um amiguinho, especialmente, porque acredito que, na época, por ignorância no assunto, incentivei o uso do copo em substituição à mamadeira nos momentos em que a mãe dele precisava se ausentar. Mas ele já usava chupeta desde a primeira semana de vida, então era somente uma questão de tempo o seu desmame.

Hoje a Marina está aprendendo a mamar de outras formas (colherzinha) e comprei o copo Suzana para tentar usar esse fim-de-semana.

O bebê tem necessidade de sucção. Isso é fato. Mas se o intuito é amamentar, desista de qualquer tipo de bico que não seja o seu. Para quem acha que eu estou louca aconselhando dessa forma, Marina chorou MUITO também, como qualquer outra criança. Mas uma coisa que aprendi foi que o bebê esteve há mais tempo dentro de nossa barriga do que está fora e isso, até os 10 meses de idade! Ele não vai mamar em você para sempre. Uma hora vai acabar, pois ele terá outras necessidades na vida. Não dê chance para o arrependimento, não tenha medo de se entregar à esta relação de amor. AMAMENTE!!!!

"Amamentar não é só alimentar o corpo.
Amamentar alimenta a alma, da mãe e do bebê."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...