terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Comer também é brincar

Quando iniciamos a alimentação complementar do bebê, várias dúvidas passam pela nossa cabeça, principalmente quando eles não aceitam bem a comida.

O ser humano é o único no planeta a comer não só pela necessidade de sobrevivência, mas também pelo prazer de comer. Ah, mas isso eu já sabia! Pois é, só que esquecemos que os bebês também fazem parte desse grupo.

Quando o bebê mama, ele não mata só a fome, ele experimenta sensações de prazer e sente a proximidade, o calor e o carinho da mãe. Mamar é o primeiro prazer do ser humano. Mamar é sua distração, sua diversão.

E, por isso, comer os novos alimentos também precisa ser prazeiroso. A experiência de comer deve ser algo que chegue aos pés de seu "mamá", senão, não vai gostar de comer. O difícil é achar algo mais prazeiroso do que mamar na mamãe.

É um desafio mostrar que experimentar novos alimentos pode também ser prazeiroso e divertido.

Tenho dado alguns alimentos para a Marina pegar com a mão, sentir texturas, temperaturas, consistências e, por sua vontade, levar à boca. Afinal, como eu já disse antes, ela controlou até agora o quanto iria mamar (livre demanda é isso...), ainda deve achar estranho ser alimentada.

Fome ela não vai passar, está saudável, com desenvolvimento de acordo com a idade e é uma menina feliz, sorri o dia todo com um brilho especial nos olhos então, isso é o que importa. O mamá sempre estará à sua disposição até ela aprender os prazeres das comidinhas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...