quinta-feira, 19 de abril de 2012

E Marina desatou a comer...

Marina e os hashis com a
vovó Marisa
Marina nunca foi boa de garfo.
Não boa para nossos padrões que acham que bebês têm que comer tudo o que NÓS colocamos no prato, que têm que comer uma banana inteira...enfim, por ela, ainda vivia de tetê...com umas comidinhas de vez em quando...
Essa semana, por orientação da médica, incluímos mais um lanchinho na vida dela à tarde.

A rotina da Marina era assim:
- Tetê às 6h30
- Lanche na escola às 9h
- Banho/ atividades
- Almoço às 11h
- Soninho
- Lanche às 14h
- Tetê em casa depois das 15h em livre demanda
- Janta às 17h
- Beliscar a janta da mamãe e do papai às 20h
- Fruta (às vezes não comia)
- Tetê e naná às 22h

E vários tetês nos intervalos...

Mudamos a rotina após às 14h, acrescentando mais um lanche às 16h:

- Tetê em casa às 15h
- Lanchinho às 16h30 /17h
- Jantar às 18h/19h
- Beliscar a janta da mamãe e do papai às 20h
- Fruta
- Tetê e naná às 22h

E continuam os vários tetês nos intervalos...

No começo foi difícil. Mas fui tentando fazer umas coisas mais gostosas (tranqueiras de jeito nenhum, mesmo porque Marina tem APLV).

Mais ou menos uma semana depois do início da nova rotina, Marina pegou gosto pela coisa. Eu a levei algumas vezes para o armário escolher o que queria comer e deu certo. Ela viu que podia ser divertido e é claro, que eu comia junto com ela, meio piquenique, na sala: omelete, pão de mel sem leite, bolo caseiro, suco de fruta, suco à base de soja, à base de aveia, pãozinho, batata cozida, fruta, polenta em forma de bolinha, enfim...

Marina desatou a comer!

E passou a procurar o armário mais vezes ao longo do dia e começou a me ajudar a fazer as comidinhas, biscoitinho de maçã, de banana... Dá trabalho, ufa! mas deu certo!

Acho que juntamos o meu esforço com a oportunidade da idade dela, que agora brinca mais, que conversa mais e deu certo!

Vamos ver se dura ..... ahahahah

Mãe é tudo igual, né?

terça-feira, 10 de abril de 2012

Marina me ensina...


Marina me ensina...

que podemos chamar as borboletas para brincar
que podemos seguir formigas na rua
que podemos ir de avião até a Lua para passear
que água fria, pé no chão e suco gelado não deixam ninguém doente
que dormir junto é reconfortante
mas que acordar junto é delicioso
que podemos cantar enquanto andamos de carro
que podemos achar que o box do banheiro é uma piscina
que o chuveiro é nosso amigo porque nos dá água
e que podemos dar um abraço nele em agradecimento
que podemos ver princesas nos outdoors
que as plantas precisam de carinho
que brincar na pia do banheiro por 30 segundos pode ser a melhor brincadeira do dia
que um colinho acalma, alivia as decepções
e que um beijo cura a dor
Que suspiro não é saudável mas é uma delícia
Descrição: https://mail.google.com/mail/images/cleardot.gifque a lua aparece no céu só para te dar boa noite
e que você pode conversar com ela
que as estrelas se escondem da chuva e aparecem só para te ver
e que o avião sempre está passeando perto delas
que a porta da entrada de casa se abre para passear
ou para alguém que esperamos muito entrar
que o sol vai surgir
que a nuvem é um algodão e que ela vai embora
às vezes para fazer chuva, às vezes para nanar
que vento é bom quando está calor
que a cama da gente é uma delícia
não só para dormir ao lado de quem amamos, mas para pular com eles também                                      
que podemos tentar fazer muitas coisas pela primeira vez
e achar que elas sempre vão dar certo
e, se não derem, que podemos começar de novo de um outro jeito

Marina me ensina que é possível ver o mundo de outra forma
e que a maneira que ela verá o mundo quando crescer dependerá sempre da forma que eu vejo e da forma que eu deixarei ela ver, sentir, experimentar

e eu sou a pessoa mais orgulhosa do mundo em ter a oportunidade de ser o instrumento para a transformação do mundo através da formação de um ser HUMANO.

Marina, minha filha, obrigada.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...