segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

2 anos e 6 meses de amamentação

Chegamos.
Se a OMS e o MS recomendam 2 anos de idade ou mais de amamentação, acho que chegamos a mais um marco bacana.
Marina reduzindo as mamadas e eu também sentindo cada vez mais que ela está cada dia mais independente e eu mais confiante em poder deixá-la seguir em frente.
Há algum tempo ela vem dormindo em seu quarto por decisão dela mesma, nós também nos readaptamos a dormir longe dela (o que é bem difícil também!). Ela vem para mamar quando amanhece e dorme novamente. Há uma semana, desde que começaram minhas férias, tenho levado ela de volta ao quarto dela depois de mamar pela manhã. Ontem ela abraçou o peixe-boi de pelúcia que dorme ao lado dela desde que nasceu. Deu uma dorzinha no coração, por um momento, entendi a coisa do objeto transicional. Mas faz parte, não é? Sei que a hora que ela quiser ficar ao meu lado, vai pedir.
Com essa história de Marina não mamar mais à noite, meu leite reduziu absurdamente. Acredito também que boa parte dessa redução tenha também como causa o "meu desmame". O leite desce quando ela vem mamar, mas como também não é toda hora que ela vem mamar bastante, o feedback ficou mais lento também e ela tem percebido isso, dizendo que acabou o leite de um lado e pedindo o outro.
A força que ela faz para mamar quando o fluxo está lento também tem feito doer um pouco e acho que isso também tem influenciado a saída do leite.
Muitas vezes na hora de dormir, à noite, ela mama os dois peitos e depois diz: Pronto! Já acabei. Vamos pra caminha nanar. Eu fico sentada ao lado dela e ela dorme, em meio a sorrisos, brincadeiras... às vezes tenta escapar (para brincar mais um pouco), mas a gente dá um nó nela (rs) e ela dorme.
Durante o dia ela pede mais para a sonequinha e quando está com sede. Os horários que estavam praticamente fixos nas mamadas ao longo do dia têm ficado de lado.
O Ricardo em casa, agora nas férias, também tem ajudado bastante, pois ela tem mais uma pessoa com vínculo forte para brincar e descobrir outras coisas.
Estou muito feliz com mais este marco e fico mais feliz ainda em poder dividir isso. Marina está crescendo e eu também. Está tudo muito tranquilo. E o resultado disso é uma menina muito saudável, feliz, expressiva e de personalidade forte. E eu, uma mulher feliz e forte. cada dia mais forte.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...