Procurando por...

Carregando...

quinta-feira, 3 de março de 2011

Nenhuma dificuldade em amamentar é para sempre

E você também não vai amamentar para sempre.

Ouvi o título deste post de uma pediatra. E a segunda frase foi por minha conta mesmo.

O choro, a dificuldade na pega, as dores do início, o cansaço e todas as angústias que passamos quando amamentamos não são para sempre. Alguma coisa pode mudar no dia seguinte e tudo vai melhorando.

“Ah, mas meu bebê acorda à noite toda e quer mamar...” “Ah, mas ele chora e quer ficar no peito o dia inteiro...” Por quanto tempo isso vai acontecer? 1 dia? 2 dias? 1 semana? 1 mês?... Vamos viver um dia por vez. Amanhã pode ser que isso acabe.

Quando ele crescer e estiver com 20, 30 anos de idade e você se lembrar deste período, foi tanto tempo assim? Umas noites que perdemos amamentando... E noites que perdemos pensando em nosso chefe, funcionários, familiares que perturbaram nosso dia? Por que não nos lamentamos dessas noites e reclamamos tanto quando nossos bebês nos solicitam?

Quanto tempo da nossa vida não perdemos reclamando e ficando nervosa com nossos bebês que reclamam somente um pouco da nossa atenção? Um dia eles crescerão. Eles não serão bebês para sempre e não dependerão de você para sempre e não te chamarão pedindo sua atenção para sempre.

Quando nos damos conta, eles já não mamam mais, já comem sozinhos e amarram seus próprios cadarços. Nada é para sempre. Amamentar não é para sempre. Aproveite os momentos com seu bebê enquanto ele ainda depende de você. O cansaço não é para sempre, mas o vínculo que criamos convivendo intensamente com eles sim, este é para sempre.

6 comentários:

  1. Que post maravilhoso.
    É mesmo isso nenhuma dificuldade a amamentar é para sempre... amamentar não é para sempre temos que aproveitar este momento maravilhoso e dar tudo de nós para o viver em plenitude :)

    um beijo

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post.
    Fiz um link lá no meu cantinho :)

    ResponderExcluir
  3. Fabi,

    Ao acordar de madrugada para amamentar meu filhote, fiquei sem sono e decidi entrar na net para buscar informações sobre a amamentação de bebês acima de 12 meses. Achei seu blog e viciei. Li quase tudo. Todos os assuntos super relevantes e eu incrivelmente me identifiquei com todos! 'A criança é aquilo que vive' e 'Sobre o Apego', esse então eu quase chorei... Mas um em especial tocou o meu coração : 'Nenhuma dificuldade é para Sempre'! E por concordar que nada é para sempre que vivo cada dia, cada mamada e cada momento com o meu bebê da melhor forma que eu posso. Sim, pode ser que todo este 'apego' seja pelo problema que tive no parto (infelizmente não poderei engravidar de novo, mas tenho meus ovários e posso ter filhos de barriga de aluguel...), mas penso que independentemente disto, meu sentimento e vontade de amamentar não teria sido diferente. Quis tanto ter esse bebê, que mesmo antes de todo o problema pós-parto, eu já estava totalmente disposta a me doar por completo, afinal sabemos que amamentar é se doar.
    Desejo que meu filho leve esse amor para toda vida dele, seja feliz, bem resolvido e transmita isso para sua própria família e filhos. É assim que perpetuamos o que há de mais lindo neste mundo, o amor incondicional e que ajuda na formação de seres humanos melhores. Obrigada, você me proporcionou mais um belo momento. Um abraço!! Juliana.

    Quis muito deixar esse comentário no seu post, mas precisava selecionar um perfil e eu não possuo enhuma conta dentre as opções oferecidas lá, então achei mais prático mandar um email.

    Escrito por Juliana Cardoso, por email em 09/08/2012.

    ResponderExcluir
  4. Perfeito Fabi!!
    Essa noite mesmo eu quando acordei pela terceira vez porque Theo queria peito e vi meu marido dormindo super bem, senti aquela ponta de inveja e comecei a pensar se valia mesmo a pena eu amamentar ainda, pois ando muito exausta com isso de acordar tanto, mas pela manhã, quando estava amamentando ele de novo comecei a pensar que ele já tem 1 ano e passou rápido e daqui a pouco ele nem vai lembrar mais de mamar tanto assim, aí cheguei a conclusão que devo ter forças, pois sei que por mais cansativo que seja, um dia me fará falta demais e eu tenho mais é que aproveitar.Tudo tem seu preço e prefiro pagar com cansaço a deixar de amamentar ;)
    Bjooo!

    ResponderExcluir
  5. Esse post é minha cara. Quando amanhece, depois de algumas horas amamentando, percebo que a dor não vai durar pra sempre e a cada dia ela está diferente. As vezes mais suportável, outras quase nem sinto e vez enquando dói bastante... sei que a tendência é melhorar :)... Já falei que estou amando esse "cantinho"???

    Bjs Elza Castro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elza! Tão bom quando a gente se identifica né? Obrigada pelo carinho e estou aqui torcendo por vcs! bjão

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...