quinta-feira, 7 de outubro de 2010

As "Fases do bebê" - Primeiro mês

Passada a primeira semana, vem a segunda parte mais difícil: o primeiro mês: Cólicas, chupeta e as mamadas de madrugada.

Eu sou da opinião que a gestação deveria ser de 44 semanas, pois assim eles poderiam terminar a gestação e sair do mundo pelo menos enxergando um pouco mais, ou então entendendo o significado da expressão "espera só um pouquinho!..." A única coisa é que daí deveríamos andar em quatro apoios, pois carregar um bebê todo este tempo de pé não dá não hehe.

Jesus! Como este primeiro mês é complicado.

Você já tirou os pontos, se fez cesárea, sua mãe ou sogra já foram embora, seu marido voltou a trabalhar e lá está você e seu bebê. E agora? Roupas para lavar, você ainda não sabe trocar direito, não sabe dar banho sozinha (no mínimo está meio complicado para as que fizeram cesárea), precisa comer, pois tem uma fome louca, não tem ninguém para te trazer água ou o telefone quando ele toca, não tem ninguém para ficar com o bebê quando você quer ir ao banheiro, fora que é preciso largar tudo o que está fazendo para dar mamar, trocar, fazer dormir e aí, quando você pensa que não pode complicar mais, chegam as cólicas...

Só que, até descobrir que são cólicas, demora... ainda mais se for mãe de primeira viagem... Já relatei minhas experiências com cólicas, portanto não vou me alongar muito à respeito neste post.

Fora que, como o bebê não enxerga nada, ele só se acalma se estiver no seu colo e, preferencialmente, no seu peito. Ahá! Aí o bicho pega. Todo mundo começa a falar: "Este bebê está ficando acostumado no colo!..." "Não deixa ele te fazer de chupeta!!!" E então a gente cai de novo nessa conversa. Se quiser saber mais sobre chupetar o peito, leia: Chupetar? Não! Amar.

O que eu tenho a dizer a respeito deste período? Calma novamente. Tente não cair na armadilha da chupeta. Eu tentei. Pus 6 chupetas diferentes na boca da Marina. Foi em vão. Não saía leite da chupeta, então ela cuspia. Haha. Se você conseguir passar este priemeiro mês sem a chupeta, nunca mais precisará dela. Então, tente resistir. No segundo mês o bebê descobre a própria mão e, assim, não precisará tanto de seu peito. Também enxergará um pouco mais, ou seja, saberá que você está por perto e não chorará tanto. Acredite, é fato. Depois de perceber isto escrevi o post sobre chupetar e comecei a entender que o bebê passa por fases e a gente deve respeitar isso. Tudo tem sua hora.

Quanto à casa, desencane um pouco da arrumação, evite bagunçar para não ter que arrumar. Coma bem nas horas certas, deixe a despensa cheia e não fique comendo besteiras, pois você precisa se alimentar e alimentar seu bebê que está crescendo exponencialmente agora. Beba muita muita água, suco e chá de erva-doce. Tente dormir quando tiver sono, especialmente nos intervalos das mamadas à noite que, por enquanto, devem estar de 2 em 2  ou de 3 em 3 horas. Dormir de dia é difícil, mas se conseguir, melhor ainda, você se sentirá mais diposta e, quanto mais se descansa, mais o organismo consegue produzir leite.

Se possível, dê banho no bebê à noite, pois assim poderá contar com a ajuda do maridão. A Marina só tomava banho "à 4 mãos". Em breve, será possível dar banho no bebê no chuveiro, aí tudo fica mais fácil.

Além de tudo isso, a Marina, até o terceiro mês só fazia cocô mamando, esse é o tal do reflexo gastrocólico, que nada mais é do que o reflexo do intestino que se movimenta durante a mamada porque o estômago também está em movimento. Ou seja, mais um tempinho no peito para fazer cocô também...

A Marina também tem um esquema "trocou tem que mamar", independentemente se ela acabou de mamar. Hehe. Melhora também a partir da metade segundo mês.
As mamadas da  madrugada de 3 em 3 ou até de 2 em 2 horas também acabam com a gente! Cansa bastante e o bebê ainda não sabe o que é noite, quer ficar acordado... Lembro que assistia toda programação da madrugada da Globo. Começava com o Jô e terminava com a Luluzinha e o Telecurso... Minha dica é fazer uma refeição de madrugada, e beber muito líquido pois a energia vai embora e ter calma, muita calma que o segundo mês já não é mais assim.

Daqui até o terceiro mês também tive bastante preocupação com o leite que "voltava" ao deitar depois de mamar. As dúvidas eram muitas: será que depois de arrotar já pode deitar? Trocar depois de mamar ou mamar depois de trocar? Quanto tempo esperar? E se ela engasgar? Bom, depois de um tempo você consegue perceber quando o bebê pode deitar, mas normalmente é quando o bebê já está dormindo bem molinho. Trocar depois de mamar já é complicado, pode-se colocar uma almofada para erguer o tronco do bebê. Bom, eu esperava 40 minutos até o terceiro mês, já no quarto, somente uns 15 minutos. Parece que, com o tempo, eles adquirem uma certa capacidade de manter o leite no estômago, vejo que ela, muitas vezes, engole o leite e assim as coisas vão melhorando.

As piores crises que passei foi durante este período, leia: Quem disse que tudo é tão romântico?, mesmo assim, recomendo a livre demanda, o não uso da chupeta e a paciência. Calma, o mês que vem chega recheado de sorrisos de seu bebê, aí tuuuuudo melhora!!!


Seguir para:
As "Fases do bebê" - Primeira semana
As "Fases do bebê" - Segundo mês

4 comentários:

  1. Parabéns pelo post. Tudo que relatou está acontecendo. E me ajudou!!!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo post. Tudo que relatou está acontecendo. E me ajudou!!!

    ResponderExcluir
  3. Bem realista,prática. Gostei. PARABÉNS

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...